Novo Mégane R.S. ostenta um grande difusor de ar e ponteira de escapamento central

Franceses dominam a arte de fazer bons hatches esportivos. E a nova geração do Mégane R.S. foi apresentada no Salão de Frankfurt apenas para provar isso.

Como em todo bom esportivo, o hatch vem com uma motorização de respeito. Trata-se de um 1.8 com quatro cilindros em linha e turbocompressor vindo do Alpine A110, a reencarnação do clássico esportivo dos anos 60 revelada pela Renault no começo do ano. Como manda a tradição das versões esportivas da marca, o Mégane R.S. leva a assinatura dos engenheiros da Renault Sport, responsável pela preparação do Sandero R.S. vendido no Brasil.

No caso do Mégane, porém, o nível é outro: são 280 cv e torque máximo de 39,8 mkgf, transmitido às rodas dianteiras por uma transmissão manual ou automatizada de dupla embreagem, ambas com seis marchas.A Renault recheou o hatch com tecnologias vindas das pistas, como um controle de largada aperfeiçoado (que praticamente elimina as chances de “patinar” as rodas durante as arrancadas) e a tecnologia batizada de “Multi-Change Down”, permitindo que o condutor reduza várias marchas em sequência durante as frenagens mais fortes.

O hot hatch não faz questão alguma de ser discreto. Um bom exemplo disso são os para-lamas alargados em 60 mm na frente e 45 mm atrás, comparando com o Mégane GT. O para-choque frontal tem um desenho inspirado nos carros de Fórmula 1 e grandes tomadas de ar, além de uma grade exclusivamente desenhada para a versão esportiva.Há duas tomadas de ar laterais (localizadas bem próximas aos para-lamas dianteiros) e as belas rodas de liga leve são de 19 polegadas. Atrás, o para-choque ostenta um grande difusor de ar e a ponteira de escapamento central.

É possível escolher entre duas opções de ajuste de chassis de fábrica (Sport e Cup), sendo que ambos trazem um seletor com cinco modos de condução (Comfort, Normal, Sport, Race e Perso). Se o proprietário desejar, basta apertar o botão R.S. para ativar os modos mais radicais – um toque breve ativa o Sport e um toque mais longo aciona o modo Race.O Mégane R.S. traz também eixo traseiro esterçante (útil para melhorar a estabilidade nas curvas de alta velocidade e facilitar as manobras em baixa velocidade) e diferencial de deslizamento limitado (apenas no chassi Cup).

A nova geração do Mégane R.S. começa a ser vendida na Europa ainda neste ano, a partir de dezembro. E a Renault Sport já confirma que irá lançar uma versão ainda mais potente do modelo. O Mégane Trophy terá 300 cv, torque máximo de 40,8 mkgf e chassis Cup de fábrica. Sua chegada está prevista para o fim de 2018.

Fonte: https://quatrorodas.abril.com.br/saloes/renault-megane-r-s-e-o-hot-hatch-que-sonhamos-ver-no-brasil/

Posts Em Destaque
Posts Recentes