Hyundai estende paralisação em Piracicaba por falta de chips



Foto: Divulgação


Há algumas semanas, a Hyundai anunciou a paralisação de dois turnos da produção na fábrica de Piracicaba (SP) pela segunda vez por conta da escassez de semicondutores.

Desde o final de maio de 2021, a montadora já havia suspendido o segundo e terceiro turno na linha de montagem e, nesta quinta-feira, a empresa anunciou que prorrogará a suspensão que acabaria no último dia 30 de junho.

Com a nova decisão, é esperado que a fábrica no interior paulista retorne às atividades em um ritmo mais acelerado somente em 12 de julho. Dessa forma, os colaboradores da fábrica de Piracicaba estão trabalhando somente em um turno na linha de montagem que sai o hatch HB20, o sedã HB20S, o aventureiro HB20X, além de todas as versões do SUV compacto Creta.

Segundo o comunicado feito ao portal Automotive Business, a Hyundai está monitorando semanalmente o fornecimento do material e que, neste ano, a marca ainda não precisou suspender totalmente a sua produção por falta de peças.

Entre as fabricantes que também estão sendo afetadas pela falta do componente eletrônico está a Volkswagen, que anunciou sua paralisação total na fábrica de Taubaté (SP) pela segunda vez, semanas após ter parado a fabricação nas unidades de São Bernardo do Campo (SP), São Carlos (SP) e de São José dos Pinhais (PR) pelo mesmo motivo. Vale lembrar que a VW já suspendeu em outro momento sua produção nas plantas de Taubaté e na planta paranaense.

A General Motors também está refém da escassez de semicondutores, e anunciou no fim de maio uma nova paralisação da fábrica de Gravataí (RS), onde pretendiam retomar a produção de Chevrolet Onix e Onix Plus em 19 de julho. Agora esta data foi descartada, com o retorno somente em 3 de agosto, como revela o sindicato local.


Fonte: Motor 1

Posts Em Destaque
Posts Recentes