Os 10 carros mais baratos do Brasil em 2022: preço e análise dos modelos


Foto: divulgação


Escolher o carro mais barato do Brasil em 2022 é bastante difícil. Os modelos 0 km tiveram uma escalada de preços surreal nos últimos dois anos e hoje o modelo mais em conta do país, um subcompacto, beira os R$ 60 mil.


Mas a redução do IPI trouxe um novo motivo para acreditarmos… ou nos iludirmos.


Muitas marcas atualizaram suas tabelas em março de 2022 com redução de preços – em média, os valores baixaram 5%.


É pouco, mas qualquer abatimento hoje em dia é válido. Então, reunimos aqui os 10 carros mais baratos do país.


A lista de carros mais baratos do Brasil é dominada por hatches e o primeiro sedã que aparece nesta relação encosta nos R$ 80 mil.


Lembrando que consideramos sempre a versão mais em conta dentro de cada linha e com base nos preços públicos sugeridos pelos fabricantes para todo o Brasil, exceto os estados de São Paulo e Paraíba, além da Zona Franca de Manaus.


1. Renault Kwid


Foto: divulgação

  • Preço: R$ 59.090

  • Versão: Zen

  • Motor: 1.0 12V

O carro mais barato do Brasil é o Renault Kwid: ele acabou de ser remodelado, ganhou itens de segurança e perdeu a antiga versão de entrada Life – ainda bem, pois esta sequer vinha com ar e direção assistida.


Cabe à Zen agora se segurar abaixo dos R$ 60 mil com o mínimo de equipamentos para o motorista poder sobreviver.


Mas, justiça seja feita, além do climatizador, da direção elétrica e dos quatro airbags, o Renault Kwid ganhou controles de estabilidade, de tração, painel de instrumentos eletrônico e start/stop do motor.


O modelo também recebeu novo revestimento, mas o acabamento ainda é muito simples. Em compensação, continua como um dos automóveis mais econômicos do país.


2. Fiat Mobi


Foto: divulgação

  • Preço: R$ 60.903

  • Versão: Like

  • Motor: 1.0 8V

O Mobi também perdeu sua versão “pé-de-boi” Easy no fim de 2021. E aí ficou difícil roubar o posto de carro mais barato do país do Kwid. Mesmo assim, a nova opção de entrada Like (antes intermediária) só é quase R$ 2 mil mais cara que o rival.


Porém, com a renovação da linha Renault, o Mobi fica defasado nos itens de segurança, já que não tem ESP e oferece apenas airbag duplo exigido por lei.


No mais, ar-condicionado, vidros dianteiros (com função “um toque”) e travas elétricos e computador de bordo estão entre os itens de série. A direção tem assistência hidráulica e o motor é o velho e manjado 1.0 Fire de quatro cilindros, que foi recalibrado para se adequar às novas normas Proconve L7.


3. Hyundai HB20


Foto: divulgação

  • Preço: R$ 71.190

  • Versão: Sense

  • Motor: 1.0 12V

Compacto de verdade só aparece em terceiro no ranking dos 10 carros mais baratos do Brasil em 2022. Pelo menos é um hatch com motor três canecos que agrada no desempenho e itens de segurança como controles eletrônicos de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas e quatro airbags.


Ar-condicionado, direção elétrica, computador de bordo, vidros dianteiros e travas elétricos e até um som com Bluetooth fazem parte do pacote de itens de série da versão de entrada do HB20. O carro peca pela suspensão molenga demais, porém ainda se destaca pelo pacote de revisão mais em conta do segmento.


4. Fiat Argo


Foto: divulgação

  • Preço: R$ 70.477

  • Versão: 1.0

  • Motor: 1.0 6V

A Fiat reduziu os preços e segurou o seu hatch pouco acima dos R$ 70 mil, o que o deixou mais em conta que o Gol. Esta versão inicial usa motor Firefly três canecos de 77/70 cv, mas não empolga muito em equipamentos.


Entre os itens de série, o trivial ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros e travas elétricos chave tipo canivete com telecomando das portas e alarme. Uma pena é que a Fiat deixou de oferecer controle de estabilidade e de subida como opcional para este Argo.


5. Volkswagen Gol


Foto: divulgação

  • Preço: R$ 72.690

  • Versão: 1.0

  • Motor: 1.0 12V

O VW Gol figura no meio do ranking entre os 10 carros mais baratos do Brasil. O veterano compacto agora só é vendido nesta versão de entrada básica – as configurações 1.6 foram encerradas no fim de 2021.


Ainda carrega a fama de robustez e confiabilidade mecânica, mas, apesar da nova tabela do IPI, a Volkswagen o deixou mais caro em março e agora ele encosta nos R$ 73 mil.


O modelo se vale do bem disposto motor 1.0 três-cilindros de 84/75 cv, mas o Gol é bem basicão para estar entre os carros mais baratos. Recebe ar-condicionado, direção elétrica, vidros dianteiros e travas elétricos e suporte para celular.


A chave é do tipo canivete, mas não tem a função remota de destravar e travar as portas, e o hatch sequer vem com som.


6. Chevrolet Onix


Foto: divulgação

  • Preço: R$ 73.820

  • Versão: 1.0

  • Motor: 1.0 12V

A solitária versão aspirada do modelo que retomou a liderança de vendas recentemente e figura entre os carros mais baratos do país – ficou mais em conta que o Polo e encostou no Gol.


São seis airbags, controles de estabilidade, de tração e de subidas, ar-condicionado, direção elétrica, limitador de velocidade, som com Bluetooth e vidros dianteiros e travas elétricos.

Além disso, o Chevrolet Onix também figura entre os automóveis mais econômicos do mercado.


A manutenção tem revisões com preços mais baratos que as da primeira geração do Onix. O acabamento é barulhento e o carro é bem baixo – não é difícil raspar a parte dianteira em rampas ou descidas de quebra-molas.


7. Volkswagen Polo


Foto: divulgação


  • Preço: R$ 75.700

  • Versão: 1.0

  • Motor: 1.0 12V

Quando você entra em uma concessionária Volkswagen, fica difícil entender o Gol, mesmo que ele esteja entre os carros mais baratos do Brasil. Veja o Polo, que custa cerca de R$ 3 mil a mais e é mais moderno, oferece mais conforto a bordo e tem comportamento dinâmico muito mais apurado. O motor, contudo, é o mesmo tricilíndrico.


Porém, o Polo é bem melhor resolvido em equipamentos de segurança. Sai de fábrica com controles de estabilidade e tração, assistente à partida em rampas e quatro airbags.


Ainda traz vidros elétricos nas quatro portas, ar, direção elétrica, computador de bordo, travas elétricas, mas só tem preparação para som e o acabamento decepciona.


8. Hyundai HB20S


Foto: divulgação

  • Preço: R$ 78.890

  • Versão: Vision

  • Motor: 1.0 12V

O HB20S está na rabeira nesta lista de carros mais baratos do Brasil em 2022, mas pode ostentar o título de sedã mais barato do Brasil. E também é um dos mais completos do ranking.


Mesmo nesta opção inicial da linha, é equipado com quatro airbags, controles de estabilidade e tração, assistente de subida em rampas, direção elétrica, ar-condicionado, trio elétrico e até central Bluemedia com tela de 8”.


No conjunto mecânico, o eficiente motor 1.0 Kappa aspirado três-cilindros igual ao do hatch. E assim como o irmão, também tem um dos planos de revisões mais baratos da categoria. A suspensão aqui é mais bem resolvida que o hatch, mas mantém o acerto molenga demais.


9. Fiat Cronos


Foto: divulgação

  • Preço: R$ 80.325

  • Versão: 1.3

  • Motor: 1.3 8V

O sedã compacto se segura na casa dos R$ 80 mil para figurar entre os 10 carros mais baratos do Brasil. Os principais apelos do Cronos estão no motor 1.3 Firefly de quatro cilindros, bastante esperto com sua potência de até 107 cv, e no porta-malas generoso, com seus 525 litros de capacidade.


Mas o Cronos é bastante tímido no recheio nesta versão de entrada. Oferece apenas ar-condicionado, direção assistida, vidros dianteiros e travas elétricos, computador de bordo e chave tipo canivete com controle remoto.


Controles de estabilidade e tração, retrovisor elétrico, som ou central multímidia nem como opcional.


10. Renault Sandero


Foto: divulgação

  • Preço: R$ 80.590

  • Versão: S-Edition

  • Motor: 1.0 12V

O hatch da marca francesa conseguiu desbancar o sedã Onix Plus da lista dos 10 carros mais baratos do país por apenas R$ 20. Desde o ano passado comercializado em versão única – a Renault considera o Stepway outro modelo -, o Sandero se destaca pelo motor tricilíndrico de 72/69 cv competente e pelo custo de manutenção competitivo.


Contudo, quando comparado a outros projetos recentes, o Sandero parece ter parado no tempo. A relação de itens de série também é tímida, especialmente para sua faixa de preço. Leva ar, direção eletro-hidráulica, vidros nas quatro portas e travas elétricos, luzes diurnas de LEDs, chave tipo canivete e computador de bordo.


Fonte: Autopapo

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square